ForeverMissed
Heróis da I Grande Guerra
Esta Página pretende ser uma Homenagem ao general Bernardo Faria e Silva, para que a sua memória perdure para sempre.
Agradecemos que contribua caso possua alguma informação, história ou qualquer tipo de imagens relativa a este nosso compatriota ou com ele relacionadas.

Tributos são mensagens curtas celebrando a vida de General Bernardo, ou uma expressão de apoio para a sua família ou amigos mais próximos. Deixe aqui o primeiro tributo, que será seguramente seguido por muitos outros.

Deixar um Tributo

 
Últimos Tributos
Percurso

Na frente de batalha - Promoção a Coronel

Na frente de batalha desempenhou as funções de Chefe da 1ª Secção do Comando-geral de Artilharia, e interinamente, as de Comandante de Artilharia da 1ª Divisão e as de Comandante Geral de Artilharia, estando esta nas linhas.
Promovido a Coronel, em 16 de Fevereiro de 1918, depois da Batalha de La Lys, a 9 de Abril de 1918, coube-lhe a ingrata tarefa de reorganizar a artilharia Portuguesa, conseguindo a sua reentrada em linha, poucas semanas depois.
Texto: António Freitas
Imagem: https://portugal1914.org/ 

Tenente Coronel e partida para França

1915 - A 1 de Dezembro foi promovido a Tenente-Coronel, para o Regimento de Artilharia Nº 8.
No ano seguinte foi mobilizado para a Divisão de Instrução, comandada pelo tomarense, General de Cavalaria Tamagnini de Abreu, que se concentrava em Tancos e que utilizava a Charneca da Chamusca como campo de tiro para se aprontar para entrar na guerra da Flandres e onde estabeleceu nova escola artilheira.
Empenhou-se em preparar a Artilharia Divisionária para o apoio de combate e seguiu para França a 22 de Dezembro de 1916, chefiando a missão avançada de oficiais artilheiros, que foram preparar a instalação das Unidades de Artilharia, que seguiram por via marítima.
Essa missão foi notavelmente conduzida e Bernardo Faria, desde os primeiros contactos com os oficiais britânicos, conquistou-os pelas suas qualidades de espírito, pelo seu saber, pela sua primorosa educação e até pela posse das línguas inglesa e francesa, que falava com impecável correcção. Graças aos trabalhos dessa missão e às invulgares qualidades de assimilação do seu chefe, Bernardo Faria pode exercer uma acção eficazmente orientadora sobre a artilharia.
Texto: António Freitas

Nascimento

Bernardo Faria e Silva, filho de Leopoldina Inácia e Joaquim Pedro da Silva e irmão de José Ribeiro Faria e Silva, nasce em Alviobeira, concelho de Tomar
Histórias recentes