ForeverMissed
Estimados familiares e amigos
Por força das circunstâncias, não pudemos organizar o óbito do modo tradicional a que nos acostumou a nossa sociedade.
Todos sabemos quão reconfortante é um abraço e o gesto de ajudar a enxugar as inevitáveis lágrimas quando perdemos um ente querido. Somamos à perda da nossa mãe, a mágoa de não ter por perto muitos que nos iriam consolar.
Resta-nos a resignação e tornar mais significativa a solidariedade expressa de modo virtual, que vai estar mais presente neste novo normal.
Este tributo foi publicado por Lourenço Silva Júnior em 29 de junho de 2020
NENECA GALIANO, filhos e netos, declina m - se neste infausto momento de dor e luto a memória desta ilustre é carismática matriarca que com o seu bem fazer e saber estar soube congregar a unidade familiar.
 Que Deus a tenha no eterno e merecido descanso, Mana e tia EULÁLIA.
Este tributo foi publicado por Mónica Carvalho em 29 de junho de 2020
Por mais difícil que seja este momento, saibam que o tempo sempre trará serenidade e aceitação. A melhor forma de homenagear a vossa Eulália é ser tão feliz, mas tão feliz que dará para sentir e ouvir o seu sorriso.
Os nossos sinceros sentimentos,

Mónica Carvalho e família
Este tributo foi publicado por Isabel Nunes em 29 de junho de 2020
Deus chamou para si a minha vóvó Lalá, porque ela era preciosa para Ele. Ficam a saudades, mas os momentos em que nos fez felizes ficam para sempre no nosso coração. Para a família ficam as minhas condolências, muita força e fé nestes momentos de dor.
Este tributo foi publicado por Leonilde Fialho em 29 de junho de 2020
Nesta hora de tristeza e dor, endereço a família um forte abraço de consolo. Deus dê a Avó Lalá paz e descanso. Pois ela desempenhou bem sua passagem pela terra.
Este tributo foi publicado por Yoannis Tilly em 29 de junho de 2020
Descanca em paz minha avózinha, amo-te. Yoyo❤️
Este tributo foi publicado por Patricia Marias Marias em 29 de junho de 2020
Em nome da família Maria Alexandre . Que a alma da Avó Lalá descanse em paz. Aos meus tios e primos muita força e coragem.
Este tributo foi publicado por Edson França em 29 de junho de 2020
Descansa em paz minha bisa, o teu Kilu pequeno vai te amar para sempre.
Este tributo foi publicado por Helder Semory Barradas em 29 de junho de 2020
Os meus profundos pêsames à família.
Lamento profundamente a vossa perda, e espero que estas palavras levem um pouco de conforto e paz nos vossos corações.
Este tributo foi publicado por Juliana Ferreira em 29 de junho de 2020
Endereço os meus sinceros pêsames à toda família. Que Deus vos dê força e paz neste momento tão difícil.
Este tributo foi publicado por Conceição Fialho em 29 de junho de 2020
Nesta hora de imensa dor, quero deixar à família Castelhano Maurício, uma palavra de conforto, mesmo sabendo não haver palavras q superem a dor deste momento... Mta coragem, sabemos q é o ciclo da vida...partir um dia.
Que Deus receba a alma da querida mãe,tia, avó, bisa Lalá, com o mesmo carinho q ela doou à todos q com ela conviveram nesta longa e bonita vida q teve.
Descanse em paz!
Este tributo foi publicado por Eurydice KimiKo em 29 de junho de 2020
Que alma da avó LaLa descanse em paz .. os
Meu sinceros pêsames à família ..
Este tributo foi publicado por Megan Brechet em 29 de junho de 2020
Querida família, as palavras me faltam para exprimir a minha tristeza pelo passamento físico da avó Lalá...

Espero que ela receberá um tratamento tão bom quanto recebeu aqui no meio da sua família que a amava tanto e cuidava tão bem dela.

Que Deus a tenha

Neste momento de dor e despedida envio as minhas condolências e todo o meu carinho ❤️
Este tributo foi publicado por Paula Africano em 29 de junho de 2020
Que a alma da nossa querida Lalá descanse em paz
Este tributo foi publicado por Greta Nahary em 29 de junho de 2020
A todos que enfrentam esta dor profunda, endereçamos o nosso abraço e sentimentos de pezar. Muita força. E que Deus a receba de braços abertos.

"Irmãos , não queremos que andem na ignorância a respeito dos que morrem, para não se mostrarem tristes como os outros que não têm esperança. Pois se nós acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou, também Deus reunirá com Jesus todos os que morreram em união com ele. O que eu tenho a dizer em nome do Senhor é que nós, os que estivermos ainda vivos quando o Senhor vier , não precederemos os que já morreram. O próprio Senhor, ao sinal dado pela voz do arcanjo e pela trombeta de Deus, descerá do céu, e os que morreram em união com Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que estivermos vivos, seremos conduzidos sobre as nuvens do céu, ao encontro do Senhor, juntamente com eles. E assim estaremos eternamente com o Senhor . Por isso confortem-se uns aos outros com estas palavras."

1 TESSALONICENSES 4:13‭-‬18
Greta Fialho da Costa do Amaral.
Este tributo foi publicado por Juliana Ferreira em 29 de junho de 2020
Que a sua alma descanse em paz, avó Lalá. Eterno descanso.
Este tributo foi publicado por Familia Castelhano Maurí... em 28 de junho de 2020
Durante anos nos habituamos a ver você a ser um exemplo de mulher. É inspirador conhecer alguém com um coração assim tão generoso e poder chamar a essa pessoa de mãe. Foi esse nome que marcou a nossa vida e que nunca esqueceremos.

Chegou o momento de nos despedirmos, mas as suas memórias nos acompanharão em todos os momentos. Descanse em paz, querida mãe!
Página 2 do 2

Deixar um Tributo

 
Últimos Tributos
Este tributo foi publicado por Cláudia Fialho em 28 de julho de 2020
Ao fim de exactamente 15 dias de internamento, chorei como nenhum dia antes, chorei como uma criança. Farta de estar naquele quarto, deitada o tempo inteiro sem conseguir andar... minha tão grande Fé levou-me a sair dali no dia do seu aniversário. Deixei a clínica apoiando-me no seu andarilho como se fossem as suas mãos. E lá fui eu dar-lhe pessoalmente o beijo dos 101 anos sem saber que seria o seu último aniversário.
Avó, onde quer que esteja receba outro beijo meu!
Obrigado à Deus...
Este tributo foi publicado por David Mendes Silva-Maior em 4 de julho de 2020
À FAMÍLIA MAURICIO! SUPERAR O ADEUS DA VOSSA TÃO QUERIDA E AMADA MÃE!
Caros amigos (Vizinhos da Precol).
Aceitem os nossos sentimentos pela sua perda. (Meus e da Mana NANCY). Sabemos ser difícil, aliás parece até impossível superar o adeus da vossa Mãe. Mas ela quer que vocês sejam fortes, pois sempre desejou o melhor para vossa vida.
Ela está dando forças para que vocês superem tudo que possam estar sentindo. E acreditem que um dia tudo fará sentido, porque até a morte tem sua lógica. Vossa Mãe vai estar sempre do vosso lado. Só o corpo partiu. Força! Paz a sua alma.
Este tributo foi publicado por Avelino Santos em 3 de julho de 2020
Prezada família Castelhano Maurício, tendo tomado conhecimento do infausto acontecimento pelo passamento físico da matriarca da família, em meu nome e da minha família desejamos os mais sinceros sentimentos de pesar à família enlutada.
Percurso

Notas biográficas


Foi no ano de 1919 e no dia 11 de Fevereiro, em Camatôa, que nasceu Eulália de Jesus Castelhano Maurício.

A localidade de Camatôa está localizada na comuna do Lombe, perto do rio Kuíge, Município de Cacuso, Província de Malange.

Filha de António Maria de Jesus Castelhano e de Isabel António Sebastião, foi baptizada com o nome da sua avó paterna; Eulália de Brito.
Filha primogénita e xará da mãe do seu pai, teve deste o privilégio da sua especial atenção.

O seu pai dedicou-se à exploração agrícola, pecuária e comércio, mas também era um amante da caça. Por isso, criada no contexto do tempo e espaço em que viveu, era conhecedora destas lides, tendo aprendido de tudo. Fez-se hábil nos lavores, mas não deixou de aprender a tratar de outras tarefas do lar em ambiente rural, ao que não era estranho o abate de animais, inclusive os de grande porte e o aproveitamento de tudo que os hábitos domésticos induziam e a indústria artesanal fazia uso. Aprendeu também a utilizar diversas espécies vegetais para tratamento traumatismos e de mal-estar ao nível do lar. Fazia-nos sentir que havia sempre uma erva, uma planta, muitas vezes cultivada no nosso quintal, para ou alívio do sintoma ou mesmo cura de enfermidades.

Sendo estas as áreas geográficas onde o seu pai desenvolveu a sua actividade económica, na infância e juventude, conheceu bem as localidades do Lombe, Memba, Cota, Duque de Bragança (Kalandula) e mais tarde a cidade de Malange.

Deixa-nos a memória de ter sido excelente esposa e companheira e de ter gerido o seu lar de modo irrepreensível, enquanto mãe e educadora ou ainda nas relações com os seus familiares e amigos.

Senhora de princípios, teve pulso firme, mas era afável e conciliadora.
Com ela aprendemos, com o exemplo da sua resiliência, a lutar pela vida, a ser pacientes e complacentes, mas não apenas contemplativos, conformados ou displicentes. A conhecer os limites do que ambicionar e a definir o limite do que consentir, a respeitar e fazer-nos respeitar.

Casou-se com Manuel Francisco Maurício em Malange, 1944 e depois de quatro anos o casal mudou-se para Luanda, instalando-se definitivamente.
Seis dos seus oito filhos nasceram em Luanda, cidade que viu crescer e a desenvolver-se, assim como cresceu e desenvolveu a sua família que hoje agrega mais quatro gerações; filhos, netos, bisnetos e trisnetos, que apesar de serem muitos tiveram o seu amor e carinho sem limites, sem observar limites, ainda que exigissem de si sacrifícios.
Ficou viúva aos 74 anos e parte deste mundo com 101, para deixar de sofrer, porque lhe faltou saúde nos últimos anos de vida, mas nunca virtudes.


Histórias recentes

Querida avó Lala

Partilhado por Ana Sofia Esteves em 3 de julho de 2020
Querida família minhas condolencias.Avo Lala uma mulher com um coração enorme,sempre disponível para todos,nunca me Heide esquecer dos tempos que vivi em Luanda acolheu me como neta,as nossas conversas,e o amor e carinho que sempre me deu, mesmo quando estava triste escutava me e me dava força para seguir sempre o caminho certo , sempre me dizia tu cuidas tão bem dos teus irmãos elogiava me, quando era as festas e eu servia lhe muita das vezes a comida ,e avó sempre com um sorriso.Tenho pena que tenha partido e não tive a oportunidade de lhe dizer o quanto é o meu carinho por si ,mas vou guarda la sempre no meu coração ...Descanse em paz avó e obrigada por ter feito parte da minha vida ♥️♥️

À uma grande Mulher

Partilhado por Anabela Vidinhas em 1 de julho de 2020
Pessoas como a D Eulália não morrem. São imortais pelo rasto que deixam. Uma pessoa enorme, grande mulher, mãe, avó, bisavó - a congregados da família Maurício.

Mena, minha amiga  sei que estás dorida... longe, mas ela está já a brilhar para ti ...
É uma perda física que nos acompanha até ao nosso último dia nesta vida na terra.
Certamente já ao lado de Deus está já a interceder por todos vós...

sentidos pêsames a toda a família 
❤️
Partilhado por Familia Castelhano Maurí... em 29 de junho de 2020
Eulália De Jesus Castelhano Maurício